sábado, 9 de dezembro de 2017

NASCIMENTO DE JESUS - estudos do dia 16-12-2017









NASCIMENTO DE JESUS

16/12/2017





Livro: O Novo Testamento – tradução de Haroldo Dutra Dias
Grupo Espírita Cristão "Irmãos do Caminho" -  Rua Francisco Carrilho, 363 – Jardim Florestal – CEP 13.215-670 – Jundiaí – SP
As mensagens podem ser acessadas no blog:  http://gecirmaosdocaminho.blogspot.com/     



E sucedeu que, naqueles dias, expediu-se um decreto de César Augusto para que toda terra habitada se registrasse. Esse censo foi anterior ao que ocorreu quando Quirino governava a Síria. E todos iam registrar-se, cada um em sua própria cidade. Jose também subiu de Nazaré, na Galileia, à cidade de Davi, a fim de registrar-se com Maria, sua esposa, que estava grávida.
Enquanto estavam lá, completaram-se os dias para o parto. E ela deu à luz seu filho primogênito, enfaixou-o, deitou-o na manjedoura, porque não havia lugar para eles na sala de hóspedes.
Na mesma região havia pastores que pernoitavam no campo e realizavam a vigília noturna do seu rebanho. E se aproximou um anjo do Senhor, a glória do Senhor iluminou ao redor deles, e encheram-se de grande temor.
Disse-lhes, porém, o anjo: Não tenhais medo! Eis que vos trago boas novas de grande alegria, que será de todo o povo, porque nasceu para vós, hoje, um salvador, que é o Cristo Senhor, na cidade de Davi. Este é o sinal para vós: Encontrareis um recém-nascido enfaixado e deitado numa manjedoura.
E de repente, juntou-se ao anjo uma multidão do exército do céu, louvando a Deus e dizendo: glória a Deus nas alturas, paz sobre a terra, boa vontade para com os homens.
Ora, quando os anjos se afastaram deles, em direção ao céu, os pastores disseram entre si: Percorramos até Belém e vejamos este acontecimento que o Senhor nos deu a conhecer. Foram, apressados, e finalmente encontraram não só Maria, mas também José e o recém-nascido, deitado na manjedoura.
Após terem visto, divulgaram o que lhes fora dito a respeito da criança. E todos os que ouviram admiraram-se com o que lhes disseram os pastores.
Maria, contudo, guardava todas estas coisas, refletindo em seu coração. E os pastores retornaram, glorificando e louvando a Deus por tudo quanto tinham ouvido e visto, conforme lhes fora dito.


Recadinho para os pais - GRATIDÃO: NOSSO ANO FOI LINDO!

Nesta nossa última conversa, dedicaremos algumas linhas aos agradecimentos que tanto se fazem necessários neste momento. Hoje queremos nos dirigir aos pais, avós ou responsáveis que nos confiam seus pequenos por alguns preciosos momentos. Sendo eles, os pequenos, o motivo para estarmos nessa tarefa, devemos àqueles que nos entregam seus filhos, toda a nossa gratidão juntamente com a promessa de sempre cuidarmos deles com toda atenção. Mas, gostaríamos de fazer uma menção especial àqueles que aqui chegam sozinhos, desacompanhados dos pais. Aqueles que acorrem a esta casa como porto seguro, onde são recebidos com carinho e cuidados. Nem eles mesmos, na maioria das vezes, sabem como ou porque chegaram. Hora um convite de um amiguinho encarnado, hora inspiração do mais alto num momento de perigo. O importante é que chegam! Pelas mãos dos papais e mamães ou por iniciativa própria, eles vêm. Nunca, como nos tempos atuais, houve tanta necessidade do Evangelho aos espíritos sedentos de esclarecimento. Por isso, nos dedicamos a trazer-lhes uma palavra que lhes dê paz e serenidade, bom senso e discernimento para não perder a direção do bem. Nosso Natal acontece todos os sábados, quando apresentamos Jesus à essas crianças. Seguimos fazendo com que ele “nasça” nos nossos corações sempre que aqui nos reunimos. Aos espíritos de luz que seguem conosco nessa jornada evolutiva, agradecemos emocionados e esperançosos de que continuem nos endereçando a molecada e de que sejamos dignos de sermos instrumentos em nome de Jesus.  
“Nosso ano foi lindo. As crianças envolvidas em luz e os tios falando de Jesus”.  Tias e tios do Centrinho.




Mensagem recebida pela psicografia na reunião do dia 09/12/2017 – BILHETE DE NATAL

Senhor.
A alegria do Natal é em todos os corações.
Euforia dos presentes, amigos que chegam de longe para a confraternização.
As crianças contando as horas para que os presentes cheguem.
Tudo isto é alegria, mas uma alegria efêmera, pois que dura pouco.
Mas o nosso coração almeja mais neste dia.
Almejamos amor, precisamos de paz, contamos com a alegria de viver mudanças em nossas vidas.
Tudo isto está nos nossos pedidos.
Mas, Senhor, esquecemos da sua bondade de nos dar oportunidades tão grandes na nossa vida.
Oportunidade de confraternizarmos com alguém que ainda não ganhou o nosso coração e ainda nos deixa infeliz e que por isso precisamos muito da paciência para superarmos o que muitas vezes tem o nome de ingratidão.
Outras tantas vezes agimos de modo que parecemos esquecer os seus ensinamentos, dando vazão aos nossos instintos muitas vezes escuros e escusos.
Outras tantas, Senhor, ouvimos tua palavra elevando o nosso coração para depois esquecermos e então o nosso coração se magoa.
Senhor, neste momento de reflexão ousamos lhe pedir: renove o nosso coração cada vez que nossas atitudes não forem para o bem.
Que possamos multiplicar a nossa paciência, a nossa renúncia, o nosso amor em favor do próximo, pois é assim que aprenderemos a estar todos os dias festejando o Natal.
Obrigado Senhor.

Mensagem recebida pela psicografia na reunião do dia 09/12/2017 – BILHETE DE NATAL

Seu Juvêncio caminhava pela praia para pensar nos últimos acontecimentos.
Coisas estranhas, lugares estranhos, pessoas estranhas. Praticamente se via em um mundo que lhe era desconhecido.
Não sabia o que tinha acontecido e nem a quem recorrer.
Então pensou, vou caminhar pela praia, à beira do mar, para colocar as ideias em ordem.
Andava a esmo, admirando a imensidão do mar. Olhava para os céus, via o sol a iluminar as águas e dirigia o pensamento a Deus, em uma prece:
− Senhor, me ajude, senhor. Não sei o que me ocorre neste momento. Preciso encontrar pessoas amigas que me auxiliem.
Absorto em seus pensamentos, dirigiu o olhar ao longe e viu o que lhe pareceu uma pequena criança, brincando sozinha na água que lhe vinha aos pés.
Olhou ao lado para ver se via outras pessoas, mas a distância era grande e não viu ninguém.
Caminhou em direção à menininha e confirmou quando se aproximou: Ela estava sozinha. Dirigiu-lhe a palavra, pois a pequenina parecia que não tinha se apercebido de sua presença.
 − Oi, menininha. Sozinha?
A pequena ergueu o rosto para ver quem falava e o Senhor Juvêncio viu ali o rosto de um pequeno anjo que lhe sorria com os lábios e com os olhos.
− Sim. Estou sozinha. Não sei como voltar para casa. Então estou esperando que meus pais voltem.
O Senhor Juvêncio se apavorou, pois percebeu claramente que não havia ninguém nas proximidades. Então sugeriu:
− Você não quer comer alguma coisa? Podemos procurar um lanche, se você estiver com fome.
− Sim, eu estou com fome
− Como você se chama, menininha?
− Mariana, Senhor.
E lá foram os dois, em busca de algum alimento e, no pensamento do Senhor Juvêncio, em direção a algum local onde houvesse mais pessoas, para ter maior chance de encontrar os pais da menina.
Caminhando juntos, de mãos dadas, passavam por locais com enfeites de Natal, pois era véspera da data de comemoração do nascimento de Jesus.
Pessoas passavam distraídas ao lado deles e o Senhor Juvêncio ficava atento às reações da pequenina Mariana.
Em dado momento viu que a pequena o puxava em direção a um grupo de pessoas que cantavam músicas natalinas.
Pensando ter encontrado a solução do problema, foi com ela e se achegou ao agrupamento.
E ali, um casal os recebeu com um sorriso nos lábios.
− Mariana, por onde você andava?
− Fui buscar um amigo, mamãe. Ele estava perdido na praia e eu o trouxe até aqui.
O Senhor Juvêncio ouviu aquelas palavras com estranheza, mas era, até certo ponto, verdade.
Ele se encontrava realmente perdido.
Foram juntos embora, os quatro.
Papai, Mamãe, Mariana e o Senhor Juvêncio.
E chegaram a uma casa diferente. Não era bem um lar como ele imaginava.
Mais parecia uma escola com um amplo salão.
Outras pessoas ali estavam e receberam o Senhor Juvêncio com sorrisos alegres nos lábios, convidando-o a ali permanecer até que conseguisse reorganizar os pensamentos, pois contou a eles o que se passava em sua mente enquanto caminhava pela praia.
Mariana e os pais, como que o considerando um convidado pessoal deles, se propuseram a ajudá-lo com tudo o que precisasse.
Só o tempo e inúmeras perguntas respondidas sempre, lhe trouxeram o esclarecimento sobre os acontecimentos.
Descobriu que a vida prossegue após a morte do corpo, para aqueles que sabem disso e também para aqueles que, como ele, nunca pensaram seriamente no assunto.
Aprendeu que a presença da pequena Mariana na praia, sozinha, foi a resposta que Deus lhe enviou à prece que fazia.
Deus lhe enviou um pequeno anjo como presente de Natal.                                                                                     Jussara.

Mensagem recebida pela psicografia na reunião do dia 09/12/2017 – BILHETE DE NATAL

Recadinho com Jesus: Por isso veio
(A Cornélio = Cornélio Pires)

Na pureza de seus poucos anos,
pergunta Juquinha ao vovô Amadeu:
“Vô, como posso saber de verdade
se eu estou amando a Deus?”.

“Ninguém vai poder, meu netinho,
um dia no Céu entrar
sem esta trinca de ações
que é Amar, Perdoar, o Bem praticar.

Sozinhos, não abrimos as portas do Céu;
Só se abrem a quem ama os irmãos seus.
Por isso veio Jesus na Terra,
por isso Nosso Senhor entre nós nasceu”.


Mensagem recebida pela psicografia na reunião do dia 09/12/2017 – BILHETE DE NATAL

Nesta mesma tarde uma luz apareceu, nela veio uma prece do alto a expandir pela casa de oração, era Jesus trazendo o lembrete de teu amor alcançando seres de toda evolução... trazendo o amor. O que é este amor?
É a serenidade da vida que vibra na harmonia da paz. Este amor que diante de nós nos deixa admirados, nos deixa animados para prosseguir, porque nos causa a vontade de melhorar.
Jesus consola os necessitados, traz a luz aos desesperados, o perdão aos inimigos, a verdade para as dúvidas. Jesus veio nos mostrar este belo caminho, que todos recebem a luz da serenidade para continuar.
Nesta vida, sempre recebemos inspirações do alto para esta jornada em evolução.
Quando Jesus recebeu esta tarefa lembre-se somos todos filhos de Deus. E Deus trouxe esse recado como Jesus veio nos mostrar amemo-nos uns aos outros como eu vos amo por toda a eternidade.
Muita paz no coração.
Menino





sábado, 2 de dezembro de 2017

BILHETE DE NATAL - estudos do dia 09-12-2017




BILHETE DE NATAL

09/12/2017



Mensagem do Espírito Casimiro Cunha recebida por Francisco Cândido Xavier (Livro: Antologia Mediúnica do Natal)
Grupo Espírita Cristão "Irmãos do Caminho" -  Rua Francisco Carrilho, 363 – Jardim Florestal – CEP 13.215-670 – Jundiaí – SP
As mensagens podem ser acessadas no blog:  http://gecirmaosdocaminho.blogspot.com/     




Meu amigo, não te esqueças,
Pelo Natal de Jesus,
De cultivar na lembrança
A paz, a verdade e a luz.

Não olvides a oração
Cheia de fé e de amor,
Por quem passa, sobre a Terra,
Encarcerado na dor.

Vai buscar o pobrezinho
E o triste que nada tem...
O infeliz que passa ao longe
Sem o afeto de ninguém.

Consola as mães sofredoras
E alegra o órfão que vai
Pelas estradas do mundo
Sem os carinhos de um pai.

Mas escuta: Não te esqueças,
Na doce revelação,
Que Jesus deve nascer
No altar do teu coração.
  




Mensagem recebida pela psicografia na reunião do dia 02/12/2017 – PRESENTE PARA JESUS

Gloria a Deus nas alturas. Paz na Terra. Boa vontade para os homens.
Ouvi estas palavras como a ferir meu coração.
Como encontrar Gloria e Paz em um mundo tão desigual em que vivemos?
E este pensamento martelava minha cabeça.
Pensava nos pequeninos que encontramos no mundo... muita tristeza, pois a desigualdade se tornava cada vez maior.
Meus passos se tornavam cansados. Meu andar cada vez mais descaridoso comigo mesmo pesava cada vez mais, até que, não sei como, me encontrei defronte a um orfanato e de lá de dentro uma música melodiosa se fazia ouvir.
Parei, como que convidada a ouvir a música.
As vozes melodiosas chegaram aos meus ouvidos e uma alegria imensa tomou conta do meu coração.
Sim, eram as mesmas palavras que se faziam naquela melodia, mas soava de modo diferente.
Parecia a voz vinda do Céu para aqueles coraçõezinhos em harmonia.
Soavam de forma diferente.
A música vinha do próprio coração dos pequenos. E eu, recolhido nos meus pensamentos, comecei a perceber que havia encontrado em meu coração um novo estímulo de vida. Não mais pensava na tristeza que de início meu coração não entendia, para dar lugar a uma promessa muito grande em que a Terra haverá de passar da transição da tristeza para dar lugar à alegria de viver.
Sim, alegria de viver.
Quando todos nós, um a um, percebermos e perseverarmos nestas palavras que há de abrigar toda a Terra dando lugar aos corações amorosos que estão sendo enviados por Jesus, pouco a pouco, tomando toda a Terra.
E que em uníssono haveremos de ouvir por dentro de nós mesmos: Gloria a Deus nas alturas e boa vontade para toda a humanidade.
Jesus nos abençoe.

  

Mensagem recebida pela psicografia na reunião do dia 02/12/2017 – PRESENTE PARA JESUS

A irmandade em nome de Jesus:

É possível isto, construirmos um ambiente ou viver em irmandade, em nome de Jesus?
Irmandade em nome de Jesus significa convivência fraterna e amorosa, onde todos tenham objetivos em comum e o trabalho executado seja para gerar frutos á todos que assim convivam.
É o trabalho gerando frutos para o bem comum.
Nenhum trabalho feito para si próprio, a não ser os cuidados pessoais, que incluem as vestimentas e higiene pessoal.
O trabalho feito com amor, gera vínculo espiritual, gera fluídos de amor que acompanham aquilo que é doado para o outro, e vão fazer bem para o corpo e para o espírito do outro irmão.
Nunca pensamos nisso... ou seja, normalmente nunca pensamos no fluído que o amor e a emoção que colocamos em nossa tarefa, será recebido pelo outro, pode fazer bem se ali tivermos colocado o nosso amor sincero.
Mas, tenho certeza de que todos já vivenciaram isto. Sim, vivenciaram e vivem em suas casas diariamente, onde recebemos os primeiros fluídos de amor verdadeiro. Desde a roupa que nossa mãe nos veste quando pequeninos, e que tem o fluído maravilhoso do Amor, assim como o alimento, desde a mamadeira até o prato de comida, quando já estamos grandinhos.
Esta convivência, é a da irmandade. A primeira, o primeiro exemplo que recebemos de amor incondicional e de irmandade.
Praticar isto pode parecer distante, mas desde o momento que aprendemos a amar e respeitar nossos pais e irmãos, também é possível entender que podemos respeitar e amar nossos irmãos em Cristo ou seja, aqueles que convivem conosco mas não são irmãos de sangue.
É preciso abrir o coração em direção ao irmão, para que ele receba o fluído de amor verdadeiro e desinteressado para que assim, a gente construa o nosso vínculo de amizade e de amor. Uma vez identificado o nosso irmão, através do Amor, já é possível chamá-lo de Irmão em Cristo e assim passarmos a conviver fraternamente e desinteressadamente, diariamente.
Esta irmandade, somente pode ser construída com a fé e a entrega de si mesmo para o Cristo. Quando isto acontece, não há como o nosso próximo não sentir este amor, esta vibração, e assim acabamos por construir o elo do Evangelho de Jesus, de coração a coração, que será assim levado e multiplicado.
Este é o conceito!
A vibração, o carinho, o afeto, e a luz devem ser emanados de cada coração para que nos sintamos celebrando o Natal a cada dia, todos os dias, a cada tempo e independentemente do tempo dos Homens, poderá ser Natal em nossos corações.
Emanando o Amor que o Cristo trouxe, primeiro através de Maria e José, no seu nascimento e depois, quando Ele celebrou e deixou para toda a humanidade.
Celebrem o Amor irmãos, a cada dia celebremos o Amor, o Natal e a irmandade em nome de Jesus.
Muita paz a todos e um Feliz Natal!


Mensagem recebida pela psicografia na reunião do dia 02/12/2017 – PRESENTE PARA JESUS

Recadinho com Jesus: Mãos abençoadas
(a Cornélio = Cornélio Pires)

Enquanto a dedicada comadre
colocava sobre a mesa mais um prato,
comentou ela com a pureza e encanto:
de quem nasceu e vive lá no mato.

“Já imaginou você, compadre,
de quantas pessoas dependemos,
Para ter em nossa mesa,
tudo aquilo que comemos??

De quantas pessoas trabalharam
e contribuíram com suas mãos.
Para que a gente tenha, agora na mesa,
o nosso arroz e o nosso feijão?”.



Mensagem recebida pela psicografia na reunião do dia 02/12/2017 – PRESENTE PARA JESUS

Neste ano, dezembro vem ser o tempo de paz a todos os filhos.
Lembremo-nos do amor sublime do jovem Mestre, que com tanto amor nos trouxe os versos mais belos de ensinamento do universo; a lei de amor que todo filho pode vivenciar. Traz-nos a alegria no dia a dia.
Diferente do que muitos procuram Jesus nos deixou o presente de espírito, para todos! Não nos enganemos neste dezembro com desejo do amor material, o amor espiritual, este sim fará nossa alma amar. Liga a tua prece a Jesus, este irmão que veio há dois mil anos e está de encontro conosco todos os dias.
Nossa amizade se inicia no peito de coração aberto, amando, perdoando e sendo firme no amor de Jesus. O Mestre que veio de amor passar uma mensagem para almas, para a vida eterna. Entreguemos nossas esperanças, nossas alegrias na fé do Senhor. Saibamos entregar o presente de amor sublime, o presente de paz que ele (o presente) veio tão amorosamente.
Entreguemos com benevolência os exemplos de Jesus a todos os filhos.
Paz no coração.
Mentor Pai João.



sábado, 25 de novembro de 2017

PRESENTE PARA JESUS - estudos do dia 02-12-2017









PRESENTE PARA JESUS

02/12/2017



Grupo Espírita Cristão "Irmãos do Caminho" -  Rua Francisco Carrilho, 363 – Jardim Florestal – CEP 13.215-670 – Jundiaí – SP
As mensagens podem ser acessadas no blog:  http://gecirmaosdocaminho.blogspot.com/     



  
Imagine, no Natal,
Perante a fé que o conduz,
Seja você, meu amigo,
Quem presenteie Jesus...

Imagine-se você
O próximo Papai Noel,
Preparando sobre a Terra,
Um presente para o Céu...

Sob a árvore simbólica,
Coloque bem rente ao chão,
Todo tipo de rancor,
Que existe em seu coração...

Esvazie-se de mágoas,
Deixando aos pés do Senhor,
Embrulhando em trapo inútil,
Tudo o que não seja amor...

Entregue, por oferenda,
A Jesus, o Mestre Amado,
Ressentimento e amargura,
Que já tenho perdoado...

E deixa acordar de vez,
Em seu peito de “Homem Velho”,
A criança que ainda dorme,
No berçário do Evangelho!...

  


Mensagem recebida pela psicografia na reunião do dia 25/11/2017 – RENASÇA AGORA

Filhinhos do meu coração.
Que a paz de Nosso Senhor Jesus Cristo se faça no coração de todos, hoje e por todo o sempre.
Minhas palavras, filhinhos, apenas podem ser endereçadas a vocês para lhes trazer um pouco mais para meditarem em torno do aprendizado da tarde, que nos pede para renascermos, ou para nos modificarmos interiormente.
Hoje quero lhes trazer minhas próprias meditações em torno deste aprendizado.
Em primeiro lugar, devo reconhecer a dificuldade de colocar em prática este pedido de Nosso Senhor Jesus Cristo.
Quando encarnado, sofrendo as dificuldades da escravidão e da mudança das terras africanas para este novo continente, em minha mente muitas perguntas se faziam sem resposta.
Como perdoar aqueles que nos escravizavam os dias?
Como perdoar aqueles que nos separaram de nossos entes queridos?
Como conviver harmoniosamente com as pessoas que nos tratavam daquela forma?
Mesmo quando outros negros me pediam para meditar nos ensinos que já lhes traziam alguma paz, eu não o conseguia, e muitas vezes, como vocês já sabem, fugia para o meio do mato por não compreender como fazer a vontade de Deus naquelas circunstâncias.
Meu coração, indócil, se recusava a desejar aquela mudança.
Como fazer então?
Como vencer esta dificuldade?
Bem que eu desejava encontrar uma resposta a estas perguntas.
Mas veio um dia em que um dos negros mais velhos da fazenda, de uma forma muito amorosa, pediu que eu fosse com ele na tarefa de colher as frutas do pomar. El ali me falou de Maria de Nazaré.
Contou do seu sofrimento ao ver o filho sofrer o imerecido castigo.
Contou do seu amor por todos os homens, se dedicando principalmente àqueles que haviam perdido a esperança de viver.
Contou que todos aqueles que lhe dirigiam uma prece, um pedido, eram atendidos, e era por isso que em muitos lugares ela era venerada.
E contou...
E contou...
E sua fala me encantava.
Acalmava minha revolta interior e fazia com que eu desejasse compreender aquele perdão e aquele amor que iam no coração da Mãe de Jesus.
Foi quando algo se fez como uma luz de entendimento em meu íntimo.
Conseguir esta mudança, este renascer sozinho era muito difícil, talvez mesmo impossível.
Mas, se eu me deixasse guiar por este amor que Maria de Nazaré dedicava à humanidade, eu teria mais forças para conseguir o intento.
E é, filhinhos, esta compreensão que tive neste dia que guia as palavras que dedico a vocês nesta tarde de aprendizado bendito.
Ouso lhes afirmar que Maria de Nazaré estende o seu amor a todos aqueles que participam das tarefas desta casa de orações, encarnados e desencarnados.
Cada um de nós, se o desejarmos, poderemos sentir a influência bendita deste espírito que nos acompanha os passos e nos abençoa com o seu amor.
Que possamos, cada um de nós, sob a bênção deste amor, encontrar forças renovadas para empreendermos a jornada de transformação que necessitamos para nosso espírito, que é eterno, encontre a paz que também por toda a eternidade nos acompanhará.                                                        Amadeus.

Mensagem recebida pela psicografia na reunião do dia 25/11/2017 – RENASÇA AGORA

Pai de misericórdia, abençoe este nosso lar.
Mestre, nossa tarefa é redentora e somente com seu apoio e amor é que poderemos levá-la até o fim.
Sem o seu amor e apoio, não haverá harmonia e paz em nossas vidas.
Parece que tudo se dá de maneira natural, que tudo acontece sem intervenção do Divino e nossos dias são como são, porque somos bons e autossuficientes.
Mas, quando levamos um empurrão, quando tropeçamos em nosso caminho, é que vemos que temos que prestar atenção na estrada.
A estrada está á nossa disposição. Mas trilhar o caminho no rumo certo, é mais importante que a velocidade. Isto quer dizer que ás vezes vivenciamos algumas situações e achamos que dali, desta vez, já aprendemos a lição. Mas, eis que alguns quilômetros adiante, lá vem a lição e o mesmo problema novamente, e quando vemos, lá estamos nós de joelhos, caídos no mesmo ponto da estrada. Nossa força é limitada.
Erramos, ficamos egoístas e endurecemos nosso coração! Neste momento é que nosso orgulho está pronto para o trabalho. Perseveremos pela estrada longa e estreita, com o Cristo guiando nossos corações, sempre em busca do aprendizado definitivo e da paz que irá nos sustentar.
Acreditemos na Força Maior que nos acompanha e nos guia, que desta forma iremos aprender, basta perseverarmos.
Somos falhos sim, mas nos esforcemos para que possamos continuar na estrada com a mesma vontade de ontem, pois embora hoje estejamos enfrentando obstáculos, caminhemos passo a passo, sempre olhando e perseguindo o brilho que se mostra lá adiante, no caminho do Mestre, que segue e vai na frente, a nos guiar, para nos sustentar nas dificuldades e nos tropeços que Ele sabe que teremos.
O Cristo nos abraça, nos ampara e nos guia, sempre nos sustentando o coração para o Bem Maior. Este sim, o nosso destino final.   Muita paz a todos.

Mensagem recebida pela psicografia na reunião do dia 25/11/2017 – RENASÇA AGORA

Maior renovação para a evolução...
A caminhada espiritual de cada indivíduo aparece no ser com a vontade de libertar-se do passado para novas oportunidades.
Hoje o evangelho tem como chamado a todas as nossas atitudes, pensamentos, aflições, escolhas para nossa auto iluminação.
A verdade sempre esteve a nos indicar uma direção.
Para hoje, tome a consciência de tudo aquilo que é apresentado. Observe com a emoção do espírito, utilizando sua consciência, sua razão para esta renovação.
Cada segundo que passa é uma oportunidade.
Lembre-se do auto vigiar e ore para que mantenha a fé na caminhada.
Agradeça a Deus pela oportunidade de se renovar a cada segundo, se aprimorar e proporcionar sempre um novo ponto para o começo e não termos um fim rígido e estático.
Seja feliz com os próprios erros, para não perder-se na palavra amiga do Mestre Divino.
Paz a todos os filhos.
Menino José.

Mensagem recebida pela psicografia na reunião do dia 25/11/2017 – RENASÇA AGORA

Conta-se uma história na espiritualidade, que eu vou tentar trazer a vocês, dentro do meu entendimento.
Vários séculos depois da vinda de Jesus à Terra, havia um rabino Judeu que, ao ler esta passagem do encontro de Nicodemos com Jesus, fazia o seu comentário buscando sempre justificar e compreender o espanto de Nicodemos.
Dizia ele que este aprendizado era muito difícil de compreender, pois o nascer de novo, voltando ao ventre de uma mãe é impossível a um homem adulto.
E, durante toda a sua existência, , conquanto respeitado pelos seus estudos e conhecimento das Leis Divinas, ele evitava abordar este tema, pois ele mesmo não conseguia ter o discernimento sobre o tema.
Mas, conta-se que este tabino, após seu desencarne, foi recebido pelo próprio Nicodemos.
E este, com muito carinhos e amor pelo discípulo dos seus pensamentos, o esclarecem sobre a Lei do Progresso do espírito e da necessidade de novos e novos aprendizados para que se consiga a tão sonhada evolução espiritual.
E para isso, disse-lhe Nicodemos, precisamos contar o tempo.
E Deus nos reserva o tempo através do nascimento em um novo corpo infantil, para que a oportunidade de novos aprendizados se façam.
E aquele rabino, que por tanto tempo combateu este aprendizado, enfim compreendeu.
Compreendeu o Amor Infinito que Deus tem por suas criaturas
Compreendeu o infinito perdão de Deus aos nossos erros.
Compreendeu o infinito do tempo de que dispomos para corrigir nossas imperfeições.
Compreendeu, enfim, as palavras de Nosso Senhor Jesus Cristo: “Se não nascer de novo, não conhecerá a vida eterna”.
Perguntada se Ela poderia nos dizer o nome deste rabino, Jussara nos respondeu:  Jacob.

  
Mensagem recebida pela psicografia na reunião do dia 25/11/2017 – RENASÇA AGORA

Filhos.
É nas pequenas atitudes que vamos renascer de novo, seguindo as palavras de Jesus.
Ontem, trilhamos o caminho que o nosso entendimento mandava.
Julgávamos saber toda a verdade e com isso, muito corações se feriram pelas nossas atitudes.
Muitas vezes, a nossa compreensão perante o nosso semelhante se valorizava apenas porque as atitudes dele se conciliavam com as nossas próprias atitudes. E assim, a euforia tomava conta do nosso coração como a dizer que estamos certos, e a nossa humildade estaria longe de chegar.
O tempo passa e mais uma vez voltamos de mãos vazias para renascer de novo. Em novas perspectivas da vida outras lições nos são dadas e outras companhias nos favorecem, e assim vamos tentando nos reconciliar conosco mesmo, muitas vezes trilhando o mesmo caminho.
Até que o cansaço nos faz companhia.
Aos poucos, a vida nos traz outras lições. Deixamos o velho para começar o novo entendimento, nova companhia e tantas coisas que a vida nos oferece.
E é a hora da mudança.
Conforme o entendimento.
No início temos toda a força, como se fossemos invencíveis. Mas, aos poucos, a vida vai nos ofertando novas experiências.
A cada passo encontramos a dificuldade que nos vai orientar.
Se perseverarmos, passamos por obstáculos que pareciam mais fortes que nossas próprias forças.
E cada obstáculo transposto ficamos mais fortes para receber novos obstáculos que nos vão fortalecer.
E assim, amigos, vamos renascendo... mudando nosso modo de pensar, mudando muitas vezes as nossas atitudes para favorecer em nós a humildade que começa a surgir aos poucos.
O perdão que ontem nos machucava, hoje é nosso grande amigo, deixando em nós a liberdade de seguir e deixando que os outros também ganhem a sua liberdade.
Amigo. É assim que, aos poucos, vamos renascendo para o bem, para o amor.
Jesus. Assim aprendemos a amar o próximo.
Assim ganhamos a liberdade de viver Jesus, de amar Jesus, compreendendo que a vida é de todos e que até os mais difíceis em compreensão também chegarão, lembrando as palavras de Jesus: “Nenhuma das minhas ovelhas se perderá”.
Jesus nos abençoe.